Unregistered
Cadastre-se para ganhar pontos!
Login  Cadastre-se   Login with Facebook


Home | Notícias | Assinar | Lista de usuários | Links | Termos de Uso | Política de Privacidade

Notícias
Com um smartphone como cérebro, ele resolveu problema em 5.32 segundos. Máquina usa câmera do celular para analisar as imagens do cubo.

Um robô feito de peças de Lego e com o cérebro fornecido por um smartphone quebrou o recorde mundial ao resolver o quebra-cabeça Cubo Mágico  (Rubik’s Cube, em inglês) em pouco mais de cinco segundos. (Assista ao vídeo)

De acordo com a edição norte-americana do site Gizmodo, a máquina, chamada de CubeStormer II, criada por David Gilday e Mike Dobson, resolveu o quebra-cabeça em 5.352 segundos. O recorde anterior era do australiano Felils Zemdegs – um ser humano – com o tempo de 5.66 segundos que foi registrado pelo Guinness.

O robô utiliza a câmera do celular para capturar imagens de cada lado do cubo e as analisa. Em seguida, envia as instruções por meio da conexão sem fio Bluetooth para os braços da máquina que rodam e resolvem o quebra-cabeça em alta velocidade.




Segundo números divulgados pelo Ibope Nielsen Online, o Facebook atingiu a marca de 30 milhões de usuários brasileiros no mês de agosto. Com cerca de 70% dos usuários sendo os mesmos usuários do Orkut, a rede social de Mark Zuckerberg – o criador do Facebook – tem liderança em quase todo o mundo.

O Orkut parecia ser imbatível no começo, muitas redes sociais nacionais e internacionais foram criadas para concorrer com ele, mas acabaram falhando, assim como o MySpace. Porém, nos últimos anos os usuários “orkuteiros” sentiram que a rede já estava saturada e ultrapassada.  O novo visual do orkut, as atualizações na página inicial, as inúmeras propagandas e o bloqueio de certos recados, perfis e fotos foram as justificativas para que os brasileiros saíssem do Orkut e migrassem para o Facebook.

Além disso, quando Mark Zuckerberg veio ao Brasil em 2009 para promover sua rede social, ele acreditava em uma lógica que faria o Facebook crescer no país. “No começo, muitas faculdades pequenas passaram a usar o Facebook da noite para o dia. Universidades maiores poderiam levar alguns meses. E isso tende a ser similar à escala de um país. Em um país grande como o Brasil levará tempo para passar o Orkut”, afirmou Mark.

Para tentar prolongar a permanência dos brasileiros no Orkut, algumas mudanças foram feitas como o botão “gostei” fazendo alusão ao “curtir” do Facebook, a criação de aplicativos para jogos como Colheita Feliz e atualizações na página inicial do usuário. Entretando, quando o filme “A Rede Social” foi lançado, cerca de 20 milhões de pessoas se juntaram rapidamente ao Facebook.

O Brasil, ainda, é um dos últimos países a se unir a rede que já conquistou grande parte do mundo. Faltando somente os países asiáticos, que ainda usam suas redes locais, para o Facebook conquistar o mundo todo. Já o Orkut encontra-se em uma fase de queda de usuários, pois o Brasil e a Índia eram os países com maior número de usuários na rede. Enquanto os indianos aderiram ao Facebook em agosto do ano passado, em agosto desse ano foi a vez dos brasileiros aderirem a rede social mais conhecida no mundo todo.

Fonte: novohamburgo.org

A Nintendo irá lançar uma edição especial do game de aventura 'The Legend of Zelda: Skyward Sword'. Além do game, o pacote terá um joystick Wii Remote especial na cor dourada, em homenagem ao título. O pacote custará US$ 70 nos Estados Unidos, enquanto o game sozinho sai por US$ 50. A edição especial ainda virá com um CD que trará músicas orquestradas de toda a franquia, que comemora 25 anos em 2011.

Fonte: G1



O Google tem um "firme compromisso" para com seu serviço de televisão e espera anunciar muitos parceiros novos para ele em breve, disse Eric Schmidt, presidente do conselho da empresa, no sábado (27).

A Google TV, que permite que os usuários combinem conteúdo de web e televisão em televisores, recebeu críticas pouco entusiasmadas e foi bloqueado pelas grandes emissoras norte-americanas quando de seu lançamento nos Estados Unidos, em outubro de 2010.

Schmidt declarou no festival de TV de Edimburgo que os obstáculos ao produto até o momento se devem em parte a uma característica técnica dos televisores, aparelhos que os consumidores tendem a substituir apenas uma vez a cada cinco anos.

"Temos o firme compromisso de continuar, de melhorar o Google TV", disse ele, acrescentando que novas empresas em breve se unirão aos atuais parceiros Sony e Logitech para a próxima versão do sistema. A Logitech produz mouses, alto-falantes, webcams e teclados para computadores.

"Creio que os dois continuarão conosco e que surgirão muitos outros parceiros. Esperem por um anúncio em breve", disse.

O Google há muito abriga ambições de expandir seus negócios de publicidade on-line, que movimentam US$ 28 bilhões anuais, à arena da televisão, que recebe a parte do leão nas verbas publicitárias mundiais.

A empresa controla o YouTube, o mais popular site de vídeos on-line do mundo, mas não anunciou lucros derivados desse serviço desde que o comprou, em 2006.

Schmidt declarou na palestra, na sexta-feira (26), que previa o lançamento do Google TV na Europa para o começo do ano que vem.

No sábado, ele afirmou que o Google ainda não havia resolvido suas diferenças com as redes norte-americanas ABC, NBC e CBS, e que esperava que a empresa não encontre problemas semelhantes no lançamento britânico do serviço.

"Nós certamente conversamos com ele sobre reverterem sua posição, e esperamos que coisa parecida não aconteça por aqui", disse o executivo, acrescentando que o Google estava conversando com redes britânicas de TV.

Como outros setores prejudicados pela internet, o de televisão em geral suspeita do Google, temendo que a empresa capture faturamento publicitário sem contribuir para o pesado custo da programação.

O Google argumenta que a internet pode expandir o mercado geral de propaganda ao oferecer anúncios mais direcionados e efetivos, que encorajarão as empresas a investir mais em publicidade.



Fonte: G1




Lembro bem quando o Orkut era a rede social predominante por aqui. Facebook era coisa de gringo e ninguém entendia aquela merda direito. Já o Twitter era coisa de bichinha que se achava por dentro das tendências, os early adopters das internets.

O fato é que a rede social do nosso prezado Zuckerberg começou a se popularizar por aqui por causa de seus games, tanto que uma galera chamava o Facebook de “Uma grande rede social de joguinhos em flash”.

Confesso que já fui adepto dessas merdas, tive um time fodão em Fifa Superstars, cheguei a jogar My Empire, mas mantive pelo menos um pouco de dignidade e fiquei bem longe de Farmville.

E para quem já enjoou de Mafia Wars há séculos e está sedento por algo fodão que siga na mesma linha, a Paramount Digital Entertainment e a Kabam lançarão um multiplayer online de O Poderoso Chefão, cujo teaser você vê aí:



The Godfather: Five Families se passará cronologicamente ANTES das peripécias da família Corleone retratadas no cinema, e o jogador escolherá uma das cinco famílias para se afiliar AND tocar o terror em Nova York na época da Lei Seca para tentar dominar a parada e ganhar as gatas.

O jogo ainda não foi lançado, mas o site da Kabam já está aceitando inscrições para a fase closed beta.



Fonte: judao.mtv.uol.com.br



Últimas notícias
Seus favoritos
Faça login para salvar seus favoritos
Novos jogos
Jogos populares
Melhores jogadores
Tags
Links